sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Os discursos de ontem e de hoje

http://3.bp.blogspot.com/-Q-kPdjBVhH0/VbAIdkH_q2I/AAAAAAAAH4w/mIBXUhBuHfI/s1600/PSDB_X_PT.pngPor Neto Queiroz

É interessante observar os discursos de alguns políticos. Vejamos o caso do PT. O mesmo PT que clamou por impeachment no governo de FHC, que defendeu o “fora Color”, protagonizou os “caras pintadas”, agora foi pro outro lado.

É o PT que agora fala na defesa da democracia, que cita as condições da governabilidade e diz que não pode haver impeachment sem causa legítima. Pois bem, o PT mudou completamente seu discurso. Porque era estilingue e agora virou vidraça.


Do mesmo jeito o PSDB. Os tucanos que nos oito anos de FHC defenderam a governabilidade, que aliviaram a mão com as investigações engavetadas, que bancaram a aprovação da reeleição no Congresso com a distribuição de benesses, agora muda de discurso.


São os tucanos que agora querem impeachment, são os tucanos que falam de governo ilegítimo, que citam eleições compradas e querem investigação em tudo quanto é denúncia. Mudou o interesse, mudou o discurso.


O Brasil inteiro conhece exemplos de políticos que disseram alguma coisa ontem nos palanques e hoje mudaram dizem o contrário. Que atacaram os adversários e hoje sobem de mãos dadas nos palanques cheios de elogios.


Acredito que esse jogo não cola mais. O PSDB que não queira pousar de santo. O PT que não pense que o povo é bobo. Os políticos que não acreditem que podem fazer o que bem entenderem, porque um dia a casa cai. Aliás, está desmoronando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente