terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Garibaldi: ‘PMDB pode romper com Rosalba mais cedo do que pensam’

Garibaldi Filho (PMDB) em entrevista
PALAVRA DE GARI

Em entrevista a jornalista Ana Ruth Dantas, na TV Tribuna, ele disse que o PMDB poderá romper, mas também falou que torce para que as coisas melhorem, evidenciando que não deseja o rompimento.

Em português mais simples: se o governo ceder o que o PMDB quer não haverá rompimento. 

Do contrário, o partido dos Alves vai buscar outras alternativas e nomes para as eleições de 2014.

Na entrevista, Garibaldi marcou um duplo. Primeiro, disse: “O PMDB poderá romper com o governo mais cedo que muitos pensam.” Depois, recuou: “Faço votos para que as coisas melhorem.”

O senador-ministro fez críticas ao núcleo político do governo. Segundo ele, o “principal núcleo do governo não atende as exigências de interesse político.” O líder peemedebista, porém, não revelam quais são essas exigências. Mas disse que conversou com o governo e deixou claro que o PMDB quer ser ouvido.

“Foi uma conversa muita franca, sincera e tranquila. Entendemos que o PMDB precisa ser mais ouvido”, disse.

O peemedebista adiantou que o partido só tomará uma decisão depois de ouvir os prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e presidentes dos diretórios municipais. “Será uma decisão democrática”, afirmou, sem definir prazo.

Por fim, Garibaldi Filho negou interesse de disputar o governo em 2014. Perguntado pela jornalista se há essa possibilidade, ele foi incisivo: “De maneira nenhuma.” Para em seguida, justificar: “Ser governador não é fácil. Eu já fui governador, sei o que é isso. Foi muito honroso, mas agora não.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente